sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

sem título (parte XLI)

Sabes que mais? Chega de tretas entediantes. Acabou a miúda pequena que vai sempre atrás dos outros, que faz as vontades, que perdoa sempre mais e mais. Ninguém dá valor por mais que tentes, por mais que faças. E se assim o é, para que continuar a fazer, a tentar? As pessoas já não são mais verdadeiras, as pessoas já não querem saber. E porque é que tenho que ser a única a importar-me?
 “Às vezes esperamos mais dos outros, porque nós estaríamos dispostos a fazer muito mais por eles.” 
E não é que é verdade mesmo?


4 comentários: